GAECO vistoria sala da Prefeitura de Avaré e Jô exonera homem forte do Governo

Consultor Jurídico da Prefeitura, Marcelo Aith, (esquerda) durante CPI da Fampop

O Consultor Jurídico da Prefeitura de Avaré, Marcelo Gurjão Silveira Aith, foi exonerado pelo Prefeito Jô Silvestre na manhã dessa terça-feira, após ação do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) que cumpriu uma ordem judicial para analisar a sala de trabalho do advogado.

Aith foi contratado por Jô Silvestre para ser Consultor Jurídico e virou um dos homens fortes do Governo Municipal. Recentemente a Câmara de Vereadores rejeitou a criação da Secretaria de Negócios Jurídicos, 17ª secretaria municipal e que teria como objetivo dar maiores poderes ao Consultor Jurídico. O Ministério Público pediu informações a Câmara sobre o Projeto de Lei da criação da secretaria.  

Marcelo Aith também atuou na defesa do município na CPI da Fampop e na audiência que liberou a cobrança da taxa do lixo.

Segundo nota enviada pela Prefeitura, mesmo a investigação supostamente não tendo relação à atuação do advogado na Prefeitura de Avaré, ele acabou sendo exonerado das suas funções.

A contratação de Aith foi cercada de polêmicas, o advogado foi nomeado após a exoneração de sua esposa do quadro de funcionários da Prefeitura, Elaine Aith foi denunciada pelo jornalista Wilson de Oliveira (OGunhe) por supostamente não morar em Avaré e prestar serviços jurídicos para o pai de Jô Silvestre, Joselyr Silvestre, preso desde fevereiro do ano passado.

Ainda segundo a nota da Prefeitura, a operação do Ministério Público cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão de documentos, condução coercitiva em outras cidades como Piraju, Rio Claro e Piracicaba.

A vistoria no Paço Municipal foi acompanhada por um representante da Procuradoria Municipal e por Assessores Jurídicos da Prefeitura.

Deixe uma resposta