Vereador questiona pagamento de área do Arenão

O vereador Ernesto Ferreira de Albuquerque (PT) apresentou  requerimento, na sessão legislativa de segunda-feira (11), pedindo para que a Prefeitura envie a documentação referente a aquisição, e ao efetivo pagamento, da área desapropriada onde será construído o Arenão.

Segundo o vereador, o Semanário Oficial de 29 de abril de 2005 informa que a área, pertencente a Ferdinando Falanche, fora adquirida através de desapropriação, com a Prefeitura pagando R$ 421.390,80.

Albuquerque justificou a sua propositura afirmando que recebeu a informação de que o efetivo pagamento da área não teria sido feito, como foi citado no Semanário, em 2005.

O requerimento foi aprovado por unanimidade com a subscrição dos vereadores Francisco Barreto de Monte Neto (PT), Sérgio Luiz Fernandes (PSC), Professora Adalgisa Ward (PV), Flávio Zandoná (PSC) e Antonio Ângelo Cicirelli (PSDB).

Em 2017, a Rádio Avaré noticiou que a área do Arenão não teve seu processo de desapropriação concluído.

Em 25 de junho de 2017 o site da emissora noticiou que o terreno havia sido alvo de uma diligência judicial, em um processo que corre no Fórum de Rio Claro (SP).

A área constava como pertencente a uma empresa de pisos e revestimentos que faliu. A empresa, supostamente dona do terreno, tem uma dívida com o banco Itaú Unibanco S/A e que pediu judicialmente a avaliação do bem para um futuro leilão da área.

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.