Vereador denuncia falta material básico de manutenção e limpeza no Pronto Socorro

O vereador Flávio Eduardo Zandoná, vice-presidente da Câmara, apresentou um requerimento na sessão ordinária da última segunda-feira (20) pedindo para que a Prefeitura informe o motivo da ausência de material básico de manutenção e limpeza no Pronto Socorro Municipal.

Flávio Zandoná ainda pede no documento que o setor competente da Prefeitura apresente o nome da empresa que fornece os produtos e o custo mensal para os cofres públicos.

“Eu queria nesse primeiro mandato do Prefeito Jô Silvestre fazer uma pergunta para ele, quantas vezes ele esteve no Pronto Socorro acompanhando o trabalho e a estrutura do Pronto Socorro?” – disse o vereador em sua palavra-livre.

Flávio Zandoná falou que o local precisa urgentemente de uma reforma estrutural, que os funcionários não conseguem se locomover dentro de uma sala de emergência com nove macas com pacientes, ventiladores sem funcionar corretamente e que o P.S não oferece um tratamento digno para os funcionários.

“Não tinha papel higiênico, não tinha copo descartável para atender a nossa população e as pessoas ainda sentadas no banco de cimento, banco de plástico e banco duro. Os profissionais da saúde sim fazem um ótimo trabalho, mas os pacientes precisam de uma atenção especial” – completou o vereador.

Zandoná apresentou fotos que mostram a má qualidade dos soros que são aplicados nos pacientes, onde em alguns casos, a embalagem não permite que o líquido saia corretamente e ainda classificou a pintura externa do prédio como uma tentativa de mascarar o péssimo ambiente interno oferecido a pacientes e trabalhadores.

O vereador finalizou pedindo para que o Prefeito dê mais atenção às pessoas que depositaram confiança e o colocaram como Prefeito de Avaré.

Deixe uma resposta