Prepare o relógio! Última semana do horário de verão

A partir da zero hora do próximo domingo (18), os relógios passam a ser atrasados em uma hora. É o fim de mais um horário de verão, após quatro meses em vigor.

Com validade nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, o horário de verão dividi opiniões e neste ano o governo chegou a avaliar a possibilidade de suspender a mudança.

Autoridades do setor elétrico constataram mudanças nos hábitos de consumo de energia dos brasileiros e esta pode ser a última vez que a mudança do horário seja adotada no Brasil.

De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o que mais tem influenciado o horário de pico do consumo de energia não é mais a incidência de luz solar, e sim a temperatura.

A justificativa para a adoção da medida ano após ano é o aproveitamento do maior período de luz solar para economizar energia elétrica.

De acordo com a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), a estimativa é de que se economize 41,3 mil MWh com horário de verão que termina em fevereiro. Esse volume seria suficiente para abastecer 17,2 mil famílias por um ano com um consumo mensal de 200 kWh. Ou, uma cidade do porte de Ribeirão Preto por nove dias.

Deixe uma resposta