Governador autoriza municipalização do Horto Florestal

O governador Márcio França assinou hoje (5) decreto que autoriza Avaré a utilizar, por 30 anos, a título precário e gratuito, a área do Horto Florestal da cidade.

A cerimônia foi realizada no Parque Villa-Lobos em São Paulo e teve a presença do secretário municipal do Meio Ambiente, Jusésio Borges.

Com a autorização, a Prefeitura pode tomar as providências legais necessárias para assumir a reserva florestal, cujo espaço, situado em plena área urbana, é considerado uma importante área de preservação ambiental.

A Chácara São Luiz, área em que se situa o Horto Florestal de Avaré, era intensamente frequentada pelo público muito antes de sua desapropriação pelo Estado, em 1945. Seu proprietário, o comerciante português Carlos Caldeira Braz, represara, em 1926, o ribeirão Lajeado, formando um lago.

Em 1945, durante o Estado Novo, a popularíssima chácara foi desapropriada através do Decreto nº 14.908, para transformá-la, inicialmente, em área para produção de mudas de várias espécies e para manejo e exploração de essências exóticas e nativas, popularizada, desde então, como Horto Florestal de Avaré.

Atualmente o local é frequentado por praticantes de atividades físicas, que utilizam a trilha para caminhadas e corridas. Aos finais de semana crianças e jovens utilizam o Horto como ponto de encontro para o lazer e atividade ao ar livre.

Com a municipalização, a Prefeitura ficará encarregada da segurança, limpeza e demais atividades, indispensáveis para a manutenção do local.

Faça um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.