Eleitores não podem ser presos a partir desta terça-feira

A partir desta terça-feira (2) nenhum eleitor pode ser preso ou detido pela polícia, exceto em caso de ser pego em flagrante. Também podem ser presas pessoa que sejam alvo de uma sentença criminal por crime inafiançável.

Segundo o calendário eleitoral para garantir que o eleitor não seja impedido de votar por causa de prisões arbitrárias é proibida a prisão a menos de cinco dias da eleição.

O pleito será realizado no próximo domingo (7) em todo pais. Serão escolhidos os próximos ocupantes dos cargos de presidente, vice-presidente, governador e vice, senador e deputados federais e estaduais.

Hoje também é o último para os ajustes técnicos finais das urnas conhecidos como verificação das assinaturas digitais do Sistema de Transporte de Arquivos da Urna Eletrônica, do Subsistema de Instalação e Segurança e da Solução JE-Connect instalados nos equipamentos da Justiça Eleitoral.

Além de ser o prazo final para os tribunais regionais eleitorais divulgarem, na internet, os pontos de transmissão de dados que funcionarão em locais distintos daqueles de funcionamento da junta eleitoral.

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.