Audiência pública discutiu projeto que trata do bem estar animal

Veja reportagem completa

A Audiência Pública realizada para discutir o projeto de lei que visa regulamentar as práticas esportivas recreativas e culturas equestres foi realizada na Câmara de Avaré na noite de quarta-feira (8). O encontro contou com a participação de representantes da ABQM (Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Quarto de Milha) e de entidades de proteção animal.

 A reunião teve ainda a presença da Procuradora da Prefeitura de Avaré, Ana Curiati que falou sobre o texto enviado pelo prefeito Jô Silvestre para apreciação dos vereadores.

“Eu quero dizer que esse projeto que está sendo apresentado promove e assegura o bem estar animal para todos os eventos realizados na cidade envolvendo animais”, esclareceu a procuradora.

Representando a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Juliano César do Amaral classificou o texto como inconclusivo e afirmou que muitos termos utilizados deixam margem para interpretações.  

“Muito embora a senhora procurado tenha dito que tem aqui um projeto de lei nos parece inconclusivo. Existem muitos termos em aberto o que dificultará que seja feito uma fiscalização eficiente” afirmou Amaral.

O representante da União Avareense de Proteção Animal (UAPA), Matheus Siqueira, elogiou a iniciativa da Câmara de Avaré em ouvir as opiniões divergentes sobre o tema, Ele disse que até a famosa festa do peão realizada em Barretos (SP) não realiza mais as provas do laço, que supostamente colocavam em risco a saúde dos bezerros.

“A Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP considera irrefutável o sofrimento físico e mental dos animais. Isso é uma questão científica. Que esporte é esse que um dos envolvidos não optou por competir”, falou Siqueira.

Com 21 anos dedicados às praticas esportivas envolvendo animais, o veterinário César Vilella defendeu que as provas realizadas na cidade promovem o bem estar animal e elogiou o projeto de lei apresentado.

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.